Quem sabe faz a hora… II

Aliás, as manifestações públicas desse sábado repudiando o governo Bolsonaro na condução errática do combate à pandemia, comprovou que cabe ao povo fazer ou mudar a história de um país. Sem ficar esperando outros auxílios. A opinião pública brasileira começa a entender que ela não virá dos poderes legislativos ou jurídicos, pois os interesses são muito intrincados, para não dizer interessados ou comprometidos. As ruas lotadas de manifestantes espontâneos mostrou que as forças militares também podem continuar nos quartéis, até porque a tropa não conta com o apoio de alguns de seus comandos que mostram ao país que estão lenientes e excessivamente permissivos aos atos inconsequentes do seu chefe maior – o capitão-presidente Jair Bolsonaro. Não é à toa que a confiança dos brasileiros nas Forças Armadas vem despencando desde 2018. Atualmente, o salto negativo de desconfiança nos militares passou de 24% para 36%. O povo civil – e indignado – nas ruas continua sendo o SENHOR DA RAZÃO.

Os comentários estão encerrados.

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: