Na Bahia, a extinção da Bahiatursa complica Jaques Wagner e Fernando Frank

Está para explodir na Bahia o novo escândalo da maior gravidade. Envolve o ex-governador Jaques Wagner e o arquiteto Fernando Frank. Wagner extinguiu a Bahiatursa, empresa de turismo da Bahia, e deixou em dívidas trabalhistas quase 50 milhões de reais. Não pagou e deu como garantia um hotel de Juazeiro, e o mais grave, também o prédio do arquivo público da Bahia, que foi tombado pelo Iphan desde 1949. Frank já esteve envolvido em outro escândalo no rumoroso terreno que está construída a mansão Wildberger no Largo da Vitória. Ele mandou, para desembargadores, anéis de brilhantes de presente e uma desembargadora não aceitou. Vem chumbo grosso por aí. 

Os comentários estão encerrados.

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: