Subindo para o pódio do horror

Há três meses publicamos aqui no blog que a Universidade de Washington projetava que o Brasil teria 562.863 mortos Covid em 1 de julho deste ano. Faltando oito dias para aquela data, parece que não se registrará essa marca trágica entre nós, embora tenhamos superado o meio milhão de óbitos cinco dias atrás, e nos aproximemos, rapidamente, da projeção feita pela Universidade americana. O placar macabro de mortes por covid no país é um escândalo que chega a quase uma média de 2.000 vidas a cada dia. Outra projeção feita é a de que, em breve, iremos superar os EUA em números absolutos de mortes. Infelizmente, no cômputo geral de mortes, tudo leva a crer que iremos atingir 600.000 mortes já já. Enquanto isso, o presidente, apelidado de genocida no Brasil e em várias partes do mundo, continua negacionista frente à pandemia mortal, e fazendo malcriações por todo o país, sempre a agir histrionicamente dentro do seu mundinho do faz de conta.

Os comentários estão encerrados.

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: