Tensão no Planalto

Ao arquivar o inquérito dos atos antidemocráticos e abrir outro para investigar se há uma organização criminosa montada para atentados contra a democracia, o ministro do STF, Alexandre de Moraes, deixa ainda sob os holofotes os filhos do presidente Jair Bolsonaro. Em especial Carlos, que por muito tempo cuidou das redes sociais do pai, e o senador Flávio Bolsonaro, que está sob desgaste desde a investigação das rachadinhas do tempo que era deputado estadual. O objetivo central é tentar conter as ações dos bolsonaristas. Depois do primeiro inquérito e dos atos antidemocráticos arquivados, agora as manifestações passaram a ser mais comedidas do ponto de vista de ataques às instituições e à democracia. A ordem é manter esse grupo na linha de defesa do governo, o que é legítimo. Porém, sem extrapolar para pensar em ameaças e ataques nada republicanos.

Os comentários estão encerrados.

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: