Ainda muita dor de cabeça com a Operação Faroeste

Em decorrência da denúncia-surpresa do Ministério Público Federal, nesta semana, contra 16 personalidades baianas envolvidas na Operação Faroeste da PF de venda de sentenças no Tribunal de Justiça da Bahia, acusando desembargadores, ex-chefe do MP baiano, ex-secretário estadual de segurança, e delegada da Polícia Civil, crescem boatos de que já é resultado direto de delação da desembargadora Sandra Inês que já teria sido homologada pelo Superior Tribunal de Justiça. E a expectativa é de que outra desembargadora, detida também, já teria assinado mais um acordo de cooperação para auxiliar nas investigações sobre os crimes do escandaloso caso das vendas de sentenças no TJ baiano. Vamos aguardar os próximos dias.

Os comentários estão encerrados.

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: