Divagando sobre ovos podres

Aproveitando a frase do senador Omar Aziz de que “Membros do lado podre das Forças Armadas estão envolvidos com falcatruas”, após ouvir o corolário de denúncias apontando militares e a vacina Covaxin e, a seguir, o frisson ocasionado pela nota das Forças Armadas reclamando sobre a leviandade da fala e tentando emparedar o parlamentar presidente da CPI da Pandemia, vale lembrar de um ditado popular: “Não se faz omelete sem quebrar ovos”. E se alguns ovos estiverem podres – com esse volume escandaloso de propinas bilionárias – acabam por sujar os dedos de civis e militares envolvidos nessa receita indigesta do omelete Covaxin.

Os comentários estão encerrados.

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: