O ministro da Defesa que não honra o cargo

Poucas vezes no Brasil um general de Exército quatro estrelas foi tão desmoralizado como o atual ministro da Defesa, Walter Braga Netto. O próprio presidente da República, Jair Bolsonaro, se encarrega de fazer dele uma marionete, melhor dizendo, gato e sapato. Ontem, um dos mais brilhantes jornalistas do país e o de maior prestígio na área militar, Élio Gaspari, em artigo publicado nos maiores jornais do país, escreveu: “O mundo de Braga Netto. No dia 23 de abril do ano passado, durante a crise com o ministro da Justiça Sérgio Moro, ele disse que Moro não sairia. Moro saiu. Em fevereiro de 2018, ao assumir a interventoria da segurança do Rio, Braga Netto disse que havia ‘muita mídia’ em torno do assunto. Ainda bem que existem bons repórteres e muita mídia”. No último final de semana, ele saiu em algumas quadras de Brasília de moto com o presidente Bolsonaro, enquanto isso, está alheio à reação de praças e cabos das três Forças Armadas que não tiveram aumento. Somente os oficiais. Decididamente, ele já foi eleito o pior ministro da Defesa que o Brasil já teve. 

Os comentários estão encerrados.

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: