Um presidente que não tem a liturgia do cargo

Na última quarta-feira, em plena solenidade no Palácio do Planalto, o presidente Jair Bolsonaro proferiu um palavrão só comum em locais de extrema baixaria. O episódio foi narrado pela imprensa nacional e, além do mais, ele voltou a atacar o ex-presidente Lula de maneira cruel e desrespeitosa. Também atacou a Justiça Eleitoral, o Supremo Tribunal Federal e o mais grave: ameaçou até não aceitar o resultado do pleito de outubro. Um autêntico bufão que não tem a liturgia do cargo.

Os comentários estão encerrados.

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: