Um Alqueire de terra improdutiva

Ressurgindo das cinzas, onde todos pensavam até que esse cidadão tinha morrido de Covid, José Luiz Alquéres, ex-presidente da Eletrobras, tem voltado a se meter em polêmicas. Segundo comentários que circulam no eixo Rio/Brasília, Alquéres estaria liso, quebrado como se diz no jargão popular. Sua fortuna, fruto do “trabalho” e conchavos em prol da gigante do setor elétrico, teria apodrecido debaixo da terra, ficando em desuso por desvalorização da moeda e falta de lavagem das cédulas. Não foi à toa que anos depois de deixar a Eletrobras, chegou a assumir a presidência da Alstom Brasil, como forma de receber oficialmente pelos “serviços” que teria prestado quando ainda estava na iniciativa pública. Não se sabe como passou ileso da delação que apanhou em cheio o escândalo que envolveu a Alstom no metrô de São Paulo. Realmente José Luiz Alquéres é uma bomba-relógio e, por saber detalhes sórdidos do setor elétrico brasileiro, não deveria se aventurar em novas peripécias, ainda mais quando os ventos não estão tão bons quanto aparentam.

Os comentários estão encerrados.

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: