Eike x Gouvêa III

O que Eike e Gouvêa não imaginam é que muito provavelmente nenhum dos dois terminará com as debêntures. O grupo de investidores que arrematou os papéis no leilão acaba de viabilizar um cheque de mais de meio bilhão de reais para justamente matar de vez as pretensões de Gouvêa e seu ex-patrão. O que chama a atenção é que a operação dos arrematantes será a primeira SPAC tupiniquim. Pra quem não sabe, SPACs são veículos de propósito específico, feitos justamente para viabilizar a compra de projetos ou ativos rentáveis, como as debêntures bilionárias de Eike. Democraticamente, em breve, pedaços da primeira SPAC farão parte da carteira de milionários comuns.

Os comentários estão encerrados.

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: