Os coelhos da conspiração e a pedra filosofal

Não é de hoje que nemamigoneminimigo vem denunciando as peripécias de Paulo Pedrosa, o lobista da ABRACE, uma associação que opera em prol dos grandes consumidores livres, deixando os pobres brasileiros, consumidores cativos, com a conta das barbáries cometidas há anos pelo setor elétrico. Dessa vez, Paulo Pedrosa passou dos limites. Hoje também atuando como suposto consultor da FIESP, articulou sordidamente o apoio para que empresários, então ligados ao bolsonarismo, assinassem a famosa “Carta aos Brasileiros e Brasileiras” e interfere através de seu apêndice político, para que gigantes como Braskem e Gerdau passem a militar sutilmente em favor de Luís Inácio Lula da Silva. O apêndice em questão é o deputado federal Fernando Coelho Filho, do União Brasil de Pernambuco, que já traiu as hostes bolsonaristas e está disposto a fazer um grande acordão de seu partido com o PT. Ao ex-presidente Lula teria sinalizado a desistência da candidatura de seu irmão, Miguel Coelho, ao governo de Pernambuco, porém Luciano Bivar exigiu que o próprio Fernandinho também saísse da disputa para facilitar a sua reeleição a deputado federal. Este blog também apurou que para abrir mão de duas vagas nas eleições de 2 outubro, o patriarca Fernando Bezerra exigiu a presidência do Senado em um eventual governo de Lula. Bezerra estaria conspirando contra Bolsonaro, Rodrigo Pacheco, candidato à reeleição e até contra Davi Alcolumbre, que sonha novamente com a chefia do Congresso Nacional. Nos bastidores, comenta-se que o novo ministro de Minas e Energia está de olhos bem abertos para as estripulias de Paulo Pedrosa.

Os comentários estão encerrados.

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: