Credibilidade não tem preço 

Em seu desespero, Bolsonaro assumiu a paternidade do PIX, cujo pai é o Temer. Botou banca para cima dos banqueiros, que devem estar rindo à beça. Lucraram em 2021 R$ 107,7 bilhões, 34,1% mais do que no ano anterior. No primeiro trimestre de 2022, o montante somou R$ 27,6 bilhões, 17,5% maior do que no mesmo período do ano passado. Custa-lhe crer que a elite financeira do Brasil o está abandonando aos seus próprios delírios. Os banqueiros não estão assinando o manifesto pela democracia porque perderam dinheiro com o PIX. A banca nunca perde. Estão assinando porque paciência tem limite. E a de todo mundo está se esgotando. Quem está perdendo é o próprio Bolsonaro e algo muito valioso para a economia do país: a credibilidade. Esta não tem preço.

Os comentários estão encerrados.

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: