A elite Praia do Forte vai às urnas

Nunca antes na história deste país, como costumava dizer um famoso personagem, a elite política e econômica tinha tido a audácia de reunir os seus jovens, brancos, bem nutridos e endinheirados herdeiros numa única chapa de três nomes para disputar uma eleição. A escolha da empresária Ana Coelho para a vaga que estava disponível na chapa de ACM Neto, anunciada ontem, revela o apetite voraz pelo poder e o desprezo que a elite devota aos que não têm casa na Praia do Forte, não se divertem nos cassinos de Las Vegas, não têm dinheiro para calçar sapatos Ferragamo nem saracotear com bolsas Chanel. No último meio século, os clãs Magalhães e Coelho reforçaram o seu poderio econômico ao tempo em que somaram mais de vinte anos à frente dos governos da Bahia e de Pernambuco, sem contar a ocupação de outras posições de destaque no Senado, Câmara dos Deputados, ministérios e governos municipais dos dois estados. Com a rejuvenescida elite Praia do Forte, a Bahia perpetua duas das oligarquias políticas nordestinas que, para o bem de sua população, já deveria ter enterrado.

Os comentários estão encerrados.

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: