Suicídio infeliz

Operador do banco suíço Credit Suisse em Goiás durante anos, João Freixo não resistiu às pressões do banco e dos tucanos que governaram o estado por quase uma década e se matou. Os motivos que levaram ao trágico suicídio só serão devidamente investigados após a posse do governador Ronaldo Caiado (DEM). 

Os comentários estão encerrados.

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: