O carnaval de Salvador precisa ser salvo

O que já foi o melhor Carnaval de rua do país, sofre com o formato desgastado. O Carnaval de Salvador não é mais o mesmo e a concorrência têm esvaziado a festa, que precisa ser repensada. Carnaval não é política, não deveria ter dono, é do povo. Ninguém tem o direito de privilegiar ninguém ou usar em benefício próprio. Quem vive da festa na Bahia tem bradado que nos últimos anos, os organizadores têm errado muito, da contratação dos artistas à comercialização do evento. Disputas entre os governos do estado e da capital sempre existiram, mas o clima só tem piorado nos últimos anos, atingindo em cheio entidades carnavalescas que estão enfraquecidas e acomodadas. As mais conhecidas acabam preferindo se apresentar em outro estado, até por uma questão de sobrevivência.

Os comentários estão encerrados.

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: