E o ser humano?

Duas manifestações em mídias sociais neste final de semana foram motivo de muito comentário e polêmica sobre a morte do neto do ex-presidente Lula. A primeira de Yara Rezende que diz: “Quantas crianças esse tra$te matou ao roubar o povo? Aqui se faz…” Essa afirmação foi duramente criticada, pois insinua que a morte de uma criança de sete anos foi um merecimento do avô. Yara se dizia funcionária da Natura em seu Facebook gerando uma onda de pedidos de boicote à empresa nas redes sociais. A Natura já se posicionou lamentando o falecimento do neto de Lula e informando que Yara não é funcionária desde 2015. Outro posicionamento que mexeu com a internet foi de Eduardo Bolsonaro, que em seu Twitter, finaliza seu comentário com: “Só deixa o larápio em voga posando de coitado”. De tamanha insensibilidade nos dois casos, como se pode não respeitar o sofrimento de um ser humano frente a morte de um familiar? Visivelmente não se sabe separar o político já preso e condenado do ser humano que perdeu o neto em uma morte precoce.

Os comentários estão encerrados.

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: