Sumiu

Fabrício Queiroz, depois de ser operado em São Paulo no fim do ano, sumiu. Ninguém sabe seu paradeiro. Enquanto isto, o senador pelo PSL do Rio de Janeiro, Flávio Bolsonaro vem sofrendo ataques violentos da Globo e Folha de São Paulo. A “Rachadinha” usada na Assembleia Legislativa do Rio também por muito tempo foi utilizada pela Câmara Federal, isto é, o parlamentar paga aos assessores e depois o assessor entrega uma parte ao parlamentar. O ex-deputado Lúcio Vieira Lima foi acusado e na delação premiada foi dito que ele fazia assim no seu gabinete. O conselho de ética da Câmara disse que ia apurar, mas Lúcio ameaçou detonar tudo e o presidente da conselho de ética, o deputado Elmar Nascimento, nunca mais tocou no assunto e muito menos convocou Lúcio.

Os comentários estão encerrados.

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: