Agora é BRA

Na era de ouro de Sérgio Cabral à frente do governo do Rio de Janeiro, um banco em especial nadava de braçadas. Na Assembleia Legislativa do estado, este banco processava milhões de pagamentos a funcionários e deputados estaduais em dinheiro vivo sem que qualquer suspeita fosse reportada ao COAF. A prisão de executivos do Bradesco revelou quem era o banco. O que resta saber agora é quais serão as punições para quem realmente ganhou dinheiro na cúpula do Bradesco com tantos esquemas.

Os comentários estão encerrados.

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: