Parcialidade sem mérito

O resultado do julgamento pelo STF da ADIN referente à alienação de subsidiárias de estatais, foi tratado de forma diferente pela imprensa. O Antagonista e O Estadão refletiram exatamente o mérito do que foi julgado: não há necessidade de lei pelo Congresso Nacional autorizando a alienação de subsidiárias. Já o jornalismo da Globo e Folha/UOL, combalidas pela falta de verbas federais e com suspeita parcialidade, destacaram em manchetes que o STF confirma autorização para alienação de estatais, mas esse não era o mérito do julgamento pois já existe lei específica para processo de alienação de estatais. O que STF esclareceu foi o processo de alienação de subsidiárias das estatais.

Os comentários estão encerrados.

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: