O rábula mineiro autor da lei da mordaça

No Congresso Nacional o senador Rodrigo Pacheco, do DEM de Minas, já começa a ser chamado de “o rábula mineiro da lei da mordaça”. Tinha carteira de identidade e CPF da Lava Jato. Impressionante que os eleitores da lei da mordaça têm procedência, senador Otto Alencar e Angelo Coronel do PSD da Bahia têm como líder o presidente do partido, o ex-ministro Gilberto Kassab, que tem vários processo na Lava Jato. Jaques Wagner do PT e Humberto Costa têm o presidiário Lula como líder, Wagner com um agravante: foi denunciado pelo TSE e vai ser investigado e julgado. Flávio Bolsonaro, filho do presidente Jair Bolsonaro, está envolvido no Rio de Janeiro em episódios que ele ainda não conseguiu explicar. Jader Barbalho, Renan Calheiros, Ciro Nogueira, Tasso Jereissati e outros têm processos e vários companheiros também na Lava Jato. O importante é que de 81 senadores votaram apenas 48 pelo sim e 24 pelo contra. Domingo, dia 30, com certeza, a partir 9 horas da manhã, eles estarão nas ruas do Brasil. Jader Barbalho por sinal já foi preso e algemado, Renan tem 13 processos no STF, Ciro Nogueira também tem processos e indiciamentos no STF. O texto contra o abuso de autoridade está sendo apelidado de lei da mordaça.

Os comentários estão encerrados.

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: