Onde estão os médicos? II

No meio da guerra contra a pandemia, diversos governadores do Norte e Nordeste, a exemplo da Paraíba, Amapá, Bahia, Amazonas, Rio Grande do Norte, estão com as “mãos na cabeça” à procura dos médicos. No estado baiano, que precisa inaugurar 400 leitos novos e já prontos, a convocação nacional só atraiu pouco mais de 80 profissionais. E olha que os salários chegam a R$19 mil, com escalas de trabalho satisfatórias, EPIs em quantidade, tecnologia de tratamento de ponta, túneis de descontaminação no trabalho, e até planos de seguro de vida e perda de renda para os candidatos. Nada. Sumiram os doutores e engavetaram seus estetoscópios, enquanto as mortes aumentam. Esqueceram do juramento de Hipócrates?

Os comentários estão encerrados.

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: