Uma nova semana agitada do presidente Bolsonaro

A semana que amanhã se finda foi de dificuldades para o presidente Jair Bolsonaro. No início dela, o STJ anunciou o julgamento de uma ação na qual utilizava a sequência de processo contra o filho Flávio Bolsonaro. O vazamento do áudio da reunião ministerial foi prejudicial para o presidente, igualmente o depoimento da deputada federal Carla Zambelli. Teich representa a 11ª alteração ministerial feita por Jair Bolsonaro, a segunda do Ministério da Saúde, e em Brasília o que se comenta é como o presidente da República pode viver em eterna crise. Ela abala o seu mandato e até mesmo a sua popularidade. Ficou para segunda-feira a decisão do ministro do STF Celso de Mello sobre a divulgação de vídeo e áudio da reunião ministerial que ainda promete. Ontem, em Brasília, um experiente político dizia: “A crise é o próprio presidente da República”.

Os comentários estão encerrados.

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: