Brasileiro sempre gozador

Mesmo morrendo de medo do vírus, e dos sobressaltos da política em tempos bolsonarianos, sempre tem lugar para piadas no cotidiano brasileiro. A última é a de que a visita assídua de médico na agenda presidencial, tornada mais recorrente após a queda do ministro Teich seria indicativo de preenchimento da vaga no MS. Descoberta a especialidade do visitante no ramo da psiquiatria não deu outra: “Que nada, trata-se de um I FOOD de camisa-de-força!”.

Os comentários estão encerrados.

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: