“Januário” Bolsonaro

Em 22 de março, Bolsonaro afirmava, convicto, que mortes por Covid-19 ficariam, no total,  abaixo das 796 ocorridas por H1N1. Errou feio! Na contagem desde o início da pandemia, o país já ultrapassou 50 000 mortes e 1 000 000 de infectados pela doença. Além do medo e do horror pela macabra contabilidade, o Brasil encolhe em todos os segmentos de produção. Por tabela, consequência direta do seu negacionismo quanto à pandemia e falta de apoio presidencial às ações de combate, seu governo federal não sai da UTI. Só o teimoso capitão não vê a covid passar na janela…

Os comentários estão encerrados.

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: