Nada para ninguém

Enquanto usa toda determinação e insistência em tocar a obra de um posto de combustíveis indesejado por todos, o prefeito soteropolitano continua vacilante com relação aos pleitos de empresários e trabalhadores do comércio de shoppings e serviços de Salvador. A alegação desesperada da perda de renda e salários de cerca de 200 mil trabalhadores do setor, ainda não sensibilizou o prefeito ACM Neto que continua mantendo a porteira fechada para shoppings e centros comerciais da capital baiana. Mesmo com outras capitais do país já tentando modos de flexibilização e protocolos de atuação para funcionamento de seus comércios e escritórios de trabalho.

Os comentários estão encerrados.

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: