Não é comigo, não!

Governadores, secretários de saúde, prefeitos, parlamentares e imprensa estavam surpresos com a sumida do Ministro da Saúde, general Eduardo Pazuello em plena pandemia. Já teve covid, portanto não será medo de contaminação; já reforçou que obedece ao presidente, portanto não será medo de ser demitido; já tinha decidido ser protagonista da guerra contra a Covid, portanto já contratou um faz-tudo do marketing de nome Markinhos Show… Contudo, desde o dia 29 de janeiro praticamente de-sa-pa-re-ceu. Hoje, inclusive, termina o prazo para apresentar suas explicações ao TCU sobre o uso de medicamentos ineficazes no combate ao novo coronavírus. Ontem, sigilosamente ele foi depor na PF para evitar a presença da imprensa. A unanimidade é para que ele deixe o cargo. 

Os comentários estão encerrados.

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: