Águias e galinhas

O provérbio é certíssimo e oportuno para justificar o que vivemos no país “se queres voar alto, cerque-se de águias, nunca de galinhas”. Já estamos na segunda metade da gestão claudicante e incipiente de Bolsonaro acompanhado de ministros simplórios nas pastas de Turismo, Meio Ambiente, Saúde, Educação, Relações Exteriores, Pesca, Mulher, etc. Salvam-se Agricultura, Infraestrutura e Economia, esta não pelo resultado, mas pelo esforço e resiliência de Paulo Guedes. O voo do Brasil, parece que será mesmo de galinha nesse período de 20 meses restantes para o “game over” da era Bolsonaro.

Os comentários estão encerrados.

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: