Calados, encolhidos e mortos II

Todas as semanas, o país assiste aos passeios presidenciais com aglomerações, aos discursos de negação à doença e ao uso de máscaras, repetindo a pregação de beberagens milagrosas e outras provocações. O presidente que “tem a caneta na mão” prorroga a decisão da aquisição de vacinas salvadoras para seu povo. Em resposta ao país desunido e calado, a Covid mata, em média, 10.000 brasileiros a cada semana.

Os comentários estão encerrados.

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

<span>%d</span> blogueiros gostam disto: