Gerações comprometidas

Um dado estarrecedor, consequência da precariedade no nível de educação dos jovens do país, prejudicado ainda mais com o afastamento presencial dos alunos das salas de aula em tempos de pandemia. Nossos estudantes ficaram entre os 21 piores em desempenho escolar pelos dados do exame Pisa (Programa Internacional de Avaliação de Estudantes). O resultado, mais à frente, é que a mobilidade social desse público – e a procura por ascender na pirâmide socioeconômica – ficará comprometida por nove gerações. Ou seja, um emperramento de 225 anos para que jovens de núcleos mais carentes do país possam, no futuro, progredir na vida.

Os comentários estão encerrados.

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: