Léo Pinheiro complica o presidente do STJ

O baiano Léo Pinheiro, ex-todo-poderoso da ex-OAS, complicou o presidente do STJ, ministro Humberto Martins. Na delação premiada afirmou que pagou um milhão de reais a Humberto por meio do escritório do advogado Eduardo Martins, filho de Humberto. Eduardo Martins é alvo da Lava Jato do Rio, já que foi denunciado por vender influência no STJ em processo que beneficiaria o ex-presidente da Fecomércio, Orlando Diniz, que foi denunciado, condenado e preso. O caso é julgado pelo STF e o processo está nas mãos de Gilmar Mendes, que vai colocar na pauta no dia 30.

Os comentários estão encerrados.

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: