Cospe-fogo

Em tempo, o general Carlos Alberto dos Santos Cruz, ex-ministro da formação inicial do governo, e que logo bateu de frente com o Gabinete do Ódio do Palácio, é atualmente o maior crítico-de-farda de seu antigo chefe. Agora, no episódio da demissão em lote dos comandantes militares, Santos Cruz volta à carga “Decisão estapafúrdia… Bolsonaro não atende às expectativas da população… É um show de besteiras”. Diferentemente dos generais domesticados que gravitam em torno do capitão-presidente, Santos Cruz não pensa em sair de imediato da sua trincheira e entrar na política visando enfrentar Bolsonaro… mas parece ter planos futuros para esse combate “Se eu me filiar, vou fazer isso aos 44 minutos do segundo tempo ou na prorrogação”.

Os comentários estão encerrados.

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: