Sem saída

Sem crédito na praça, ou melhor, na justiça, o ex-ministro Geddel Vieira Lima terá que sacar mesmo do talão de cheque, e quitar o valor integral de R$1,6 milhão, para possibilitar sua progressão da pena de regime fechado para o semiaberto. Esperneou, mas não colou. Tem que pagar à vista. O ex-ministro foi condenado por lavagem de dinheiro e associação criminosa no caso do “bunker” em que escondia R$ 51 milhões em apartamento em Salvador. Além de 14 anos e dez meses de prisão, a sentença impôs pagamento de 1.590 salários mínimos vigentes à época dos crimes. Geddel tentou pagar em 20 suaves prestações… Mas o STF mostrou que a justiça não está em período de liquidação.

Os comentários estão encerrados.

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: