De primeira: pobre Bolsonaro

O presidente Jair Bolsonaro voltou a atacar a Globo. Faz uma série de ameaças de renovação de concessões. Com a cultura de um tenente do Exército que pouco sabe ou coisa nenhuma, alguém precisa avisar a ele que os Marinho, Roberto Irineu, João Roberto e José Roberto, já estão em outras. Com as redes sociais cada vez mais em alta, os Marinho já montam poderosas redes de disseminação de conteúdo e integração entre plataformas. Além do já consolidado portal de notícias, o G1, a Globo também tem o serviço de streaming Globoplay que vem crescendo com investimento em compras de séries e filmes, e produções autorais. Ninguém melhor que os Marinho, que são ziliardários no Brasil e no exterior, para saberem que televisão aberta, televisão por assinatura, jornais impressos e similares têm poucos anos de vida no topo da prioridade de consumo. Com sua cultura chula, Bolsonaro volta a ameaçar o grupo Globo. Alguém precisa explicar ao capitão que ele tem um aprendizado fraquíssimo, pois no Exército ele só aprendeu a fazer exercício e nada mais. Daqui a um ano, se ele ainda estiver na presidência, ele verá a potência de comunicação do grupo Globo. 

Os comentários estão encerrados.

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: