Uma CPI sem credibilidade alavanca poderes absolutistas. (I)

Ainda nem começaram os trabalhos da CPI Covid no Senado e já assistimos às negociatas do seu relator Renan Calheiros. O mestre dos conchavos já negocia com Bolsonaro a indicação de Humberto Martins do STJ para vaga a ser aberta no STF. O interesse de Renan Calheiros é livrar-se de nove processos no STF. Para tal, vai aliviar para Bolsonaro na CPI e ainda agradar Gilmar Mendes, que acolheria o currículo de Humberto Martins. O ministro do STJ se encaixa perfeitamente aos moldes de conduta jurídica do todo-poderoso chefão do STF.

Os comentários estão encerrados.

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: