Santa grama III

Tamanha a perplexidade com o assunto, este site buscou de suas fontes alguns detalhes. Informações de bastidores indicam que essas coisas estranhas podem jamais ter passado por agentes do alto escalão. Estes, inclusive o Secretário, já foram avisados e teriam prometido investigar a fundo uma suposta relação de duas ou três empresas com o tal “Coordenador Maluco”. Já apelidado de Mister C, o ilustre funcionário teria sugerido alteração no edital referente à CP 09/2021 e, mesmo após a sua publicação, solicitou alteração das regras para, absurdamente, exigir dos licitantes o malfadado atestado de execução de gramado sintético. Nesse terceiro episódio, o percentual da grama da alegria representa pouco mais de 2% do valor global de R$ 32,8 milhões de reais. Fica atento Secretário, não permita que manchem sua honra. Em breve o Nemamigoneminimigo dará atenção sobre como é feito o somatório da metragem de grama já aplicada para justificar a certificação curiosamente exigida, mas, enfim, tudo parecer ser um CÍRCULO vicioso que possivelmente será identificado e corrigido pelo atual Secretário de Educação, que sempre conduz tudo com muita seriedade.

Os comentários estão encerrados.

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: