Planalto blinda viúva de miliciano morto na Bahia

Ontem, a oposição do Congresso Nacional garantiu que a decisão do ministro Reynaldo Soares da Fonseca de garantir prisão domiciliar para a foragida Julia Lotufo, viúva do miliciano Adriano Magalhães da Nóbrega morto no interior da Bahia, é uma proteção palaciana. Ela e ele, antes da morte dele, estiveram foragidos na Praia do Forte com informações de amigos bolsonaristas. Descobertos, foram para Sauípe e também fugiram para Explanada, onde ela ficou até ele ser morto numa fazenda de propriedade do vereador Gilson Lima, irmão do deputado estadual Alex Lima. Ela conseguiu fugir. Agora, com a garantia da prisão domiciliar, a Justiça aguarda sua prisão para interrogatório. Se ela falar, derruba a República. 

Os comentários estão encerrados.

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: