Posições antagônicas ameaçam a aprovação da Sputnik V

A CTNBio – Comissão Técnica Nacional de Biossegurança – aprovou, ontem, a segurança do organismo geneticamente modificado (adenovírus) da vacina Sputnik V. Em outras palavras, a própria comissão oficial do governo garantiu a segurança do IFA (insumo farmacêutico ativo) utilizado no imunobiológico. A certificação oficial da CTNBio confronta-se com as afirmações da Diretoria Colegiada da Anvisa, representando um contrassenso dentro do próprio Governo Federal. A Anvisa alega que a vacina não é segura e a Comissão Técnica do governo, responsável por atestar a biossegurança de produtos biológicos, diz o oposto. Enquanto isso, milhares morrem pela COVID-19, diariamente.

Os comentários estão encerrados.

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: