Na mosca: empresários não aceitam perda de área valiosa

Este blog antecipou que os empresários Carlos Laranjeiras e Fernando Barros iriam recorrer de uma decisão judicial onde o Ministério Público da Bahia anulou um rico acordo que a dupla, criada pelo velho ACM, conseguiu fazer com ACM Neto sobre o terreno do antigo Aeroclube e onde foi construído o Centro de Convenções de Salvador, um elefante branco que até hoje ninguém sabe porque foi construído. Há quem afirme que na construção um parente da família Magalhães também participou. A ação na Justiça vai continuar, já que a dupla não desiste. Ganhou um terreno quase de graça e quer receber milhões indevidos. 

Os comentários estão encerrados.

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: