Mais uma vez

Hoje, sexta-feira, expectativa geral na Bahia pela reunião técnica da ANVISA que vai analisar o novo pedido do governo baiano reivindicando a importação da vacina russa Sputnik V, contratada há quase um ano com o Fundo Soberano Russo. Dezenas de milhões de doses produzidas pelo Laboratório Gamaleya – e que fazem falta na lenta campanha de Imunização nacional – continuam recusadas pelo órgão federal de regulação, num “bate-volta” de exigências constantes. Rui Costa, governador baiano, é o exemplo fiel do ditado “a esperança é a última que morre” e lança bons fluidos baianos aos participantes da reunião da ANVISA “espero que haja boa vontade e sensibilidade da agência para que a gente consiga ter esta aprovação nessa semana”. A vacina Sputnik V, usada em mais de 60 países, foi avaliada, agora, com 78,6% de eficácia para evitar novas infecções da Covid-19 após a aplicação de apenas uma dose em idosos.

Os comentários estão encerrados.

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: