Vacinas: o nosso sonho de consumo II

Sobre a desigualdade na distribuição de vacinas para estados e municípios implementada pelo Ministério da Saúde, o secretário da saúde da Bahia, Fábio Vilas-Boas, tem a seguinte opinião: “A queixa é pertinente e encontra eco em todo o país. O critério adotado originalmente pelo Ministério da Saúde está se revelando indutor de assimetrias muito graves. Nós temos diversas cidades que já atingiram cerca de 80% de vacinação em seus públicos alvos, e agora estão se aproximando de vacinar pessoas com menos de 30 anos, enquanto outros municípios não chegaram nem a 30% da população vacinada”. Reconhecendo o problema, o Ministério da Saúde informou que os estados podem rever seus critérios de distribuição, a partir de agora.

Os comentários estão encerrados.

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: