Vacinas: o nosso sonho de consumo

O Plano Nacional de Imunização (PNI) vem capengando desde o início da execução por todo o país. Ou falta vacina, ou diminui os lotes enviados para os estados, ou interrompe o trabalho de imunização nos postos de vacina… enfim, cada semana um drama para a população que cada vez mais se faz presente no ato de se vacinar. O problema maior é que o governo federal oferece um “cobertor curto” com quantidade de doses sempre bem aquém do necessário – e da procura crescente. Agora, sem outra alternativa de atender a demanda, alguns secretários estaduais de saúde planejam alterações em suas estratégias de distribuição visando equalizar de forma mais justa os quantitativos correspondentes a cada município. Uma ideia é fornecer mais vacinas para municípios que precisam ampliar a vacinação, enquanto outros em situação mais adiantada de cidadãos imunizados aguardem a evolução dos vizinhos. Uma boa estratégia, afinal todos precisam estar vacinados para ter efeito a imunização coletiva.

Os comentários estão encerrados.

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: