O genro do baiano Léo Pinheiro, ex-presidente da OAS, vai ter que explicar o uso da CEF na campanha eleitoral

Ele tem sido a sombra do presidente Jair Bolsonaro. O seu nome é Pedro Guimarães, presidente da CEF, casado com a filha do ex-presidente da OAS, Léo Pinheiro, um dos principais integrantes da corrupção das empreiteiras. Tem feito uso da CEF na campanha do presidente Jair Bolsonaro, o que provocou uma reação da oposição no Congresso que, além de notificar o ministro da Economia Paulo Guedes, quer levar o presidente da Caixa até uma comissão temática para ele explicar ações em favor do presidente da República.

Os comentários estão encerrados.

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: