Lambança vacinal

Esse Programa Nacional de Imunização (PNI) do Ministério da Saúde continua confuso: deixou faltar seringas para aplicação da vacina Pfizer na Bahia; não corrigiu quantitativos de doses enviados para os estados teimando com seus próprios critérios de avaliação de público, em detrimento do critério IBGE de habitantes; deixa estocado, por tempo demasiado, cargas de imunizantes em seu Centro de Distribuição, em Guarulhos (SP) travando discussões burocráticas com a ANVISA sobre a quem cabe a apresentação de documentos técnicos sobre as vacinas armazenadas. Não acertaram nunca o passo!

Os comentários estão encerrados.

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: