Insanidade II

O ato transloucado de Bolsonaro de convocar embaixadores para serem coadjuvantes do ensaio pré-golpe foi tão grave que o governo dos Estados Unidos quebrou o protocolo para desmenti-lo em nota oficial; o que é simplesmente humilhante para um chefe de estado. Sem os rodeios que caracterizam a linguagem diplomática, Biden mandou dizer que as eleições brasileiras são modelo para o mundo. Bolsonaro que prega o retorno da arcaica cédula impressa — essa, sim, facilmente fraudável — teve que engolir dos americanos o aval inconteste de que as urnas eletrônicas não só são seguras como garantem a lisura de um pleito democrático. A perspectiva de perder as eleições para Lula tem aumentado consideravelmente o desequilíbrio mental do governante brasileiro. E o processo eleitoral oficialmente ainda nem começou, mas o repúdio é generalizado.

Os comentários estão encerrados.

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: