União Brasil e PSD foram as decepções no processo eleitoral deste ano

O PSD convidou, inicialmente, o presidente do Congresso Nacional, o senador Rodrigo Pacheco, para ser seu candidato. Ocorre que o presidente do partido, Gilberto Kassab, foi a um jantar do ex-presidente Lula e ali noticiou que no segundo turno apoiaria Lula. Rodrigo desistiu da candidatura. Em seguida, o PSD procurou o ex-governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite, que não sentiu firmeza no convite e abriu mão. O partido virou uma salada de frutas, sem candidato à sucessão presidencial e fazendo alianças com todos os demais partidos sem nenhum horizonte. Já o UB começou afirmando que teria Sérgio Moro como candidato. O presidente da agremiação não suportou as pressões de integrantes do ex-DEM, principalmente do governador de Goiás Ronaldo Caiado, desistiu e o próprio Luciano Bivar assumiu a missão. Renunciou também e agora lança uma ilustre desconhecida para disputa pelo partido sem chances. É outro partido meio salada de fruta, faz aliança com tudo quanto é partido de direita, esquerda e centro. Também não tem um norte. 

Os comentários estão encerrados.

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: