Paralisia tucana

O programa municipal de desestatização da Prefeitura de São Paulo, amplamente divulgado pelo então prefeito de São Paulo, João Doria, e seu sucessor Bruno Covas, até hoje não saiu do papel. Diferentemente do anunciado, passados dois anos do início da gestão tucana, nenhum serviço ou ativo foi privatizado ou concedido à iniciativa privada.

Os comentários estão encerrados.

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: