Elo perigoso

Mesmo com parte dos crimes prescritos, para conseguir um bom acordo de delação premiada nos Estados Unidos, Raquel Moura Borges terá que revelar para as autoridades norte-americanas como funcionam os complexos esquemas para movimentar milhões de dólares de dinheiro suspeito entre grandes instituições. Na Suíça, maior lavanderia de dinheiro do mundo, são muitos os private bankers que tem acessado este blog para buscar informações do que está por vir. Altos executivos de bancos como Credit Agricole, Societe Generale, JP Morgan e Banco Mercantil do Brasil estão extremamente preocupados, pois pela primeira vez na história, as autoridades estão desvendando o elo perigoso entre as instituições aqui e lá fora. Pela primeira vez na história, está caracterizado que subsidiárias de um mesmo banco compartilham responsabilidades  e que a relação de consumo com clientes é única. Caso seja criado este precedente, muitos banqueiros responsáveis pela gestão de grandes fortunas poderão terminar suas vidas na cadeia e grandes bancos terão que arcar com bilhões de multas aqui e nos Estados Unidos.

Os comentários estão encerrados.

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: