Dupla venenosa

O renomado e tradicional grupo empresarial da Bahia, Barretto de Araujo, símbolo do empreendedorismo que já foi citado entre os dez maiores do país, está sendo acusado pela justiça de fraudes que provocaram autuação e processos no Tribunal Regional Federal. No último dia 20 de janeiro, a CVM pediu a dissolução do grupo por irregularidades praticadas pelos atuais gestores Ricardo Agostini Lagoeiro e Vera Barretto de Araujo. Este escândalo não para por aí, terá novos desdobramentos.

Os comentários estão encerrados.

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: