Difícil inventar a roda

Quase repetindo o lema “Tudo pelo Social” lá da época do presidente José Sarney, o governo Bolsonaro pisa no acelerador das benesses, apoios, auxílios, bolsas e outras simpatias para ver se consegue estancar a sangria da queda de popularidade do capitão-presidente que as pesquisas (as sérias) estão registrando. O ponta de lança será o Ministro da Cidadania e queridinho de Bolsonaro, deputado “pernambaiano” João Roma, pra desespero do ex-padrinho e atual desafeto ACM Neto, ex-prefeito de Salvador e incentivador da eleição de Roma. O problema do Planalto é batizar as ações, e encontrar meios e argumentos para dar outra roupagem (made in Bolsonaro) ao cardápio de programas assistenciais que já existem há muito tempo. Criados pelos donos originais. Na gestão bolsonarista “nada se cria, tudo se copia”. E mal!

Os comentários estão encerrados.

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: