Queda de Caboclo leva Bolsonaro a recuar

A queda do presidente da CBF, Rogério Caboclo, acusado de assédio sexual e moral contra uma funcionária da CBF, explodiu e vai ter consequências imprevisíveis. Como ele pode oferecer 12 milhões de reais para calar a vítima? O Ministério Público do Trabalho vai entrar no assunto e, se for aberta a caixa preta da CBF, não vai ficar pedra sobre pedra. Vale lembrar que Ricardo Teixeira, José Maria Marin, Del Nero e Rogério Caboclo formam um quarteto de bandidos que está numa entidade cheia de corrupção. 

Os comentários estão encerrados.

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: